jul 21

Sarja é um tecido de lã, algodão ou mistos, com ligamento sarja, apresentando estrias no sentido diagonal. Apesar desse termo ser usado para designar os tecidos acima, é mais apropriado quando referindo-se ao tipo de ligamento/trama empregado em vários tecidos, conhecido como ligamento sarja.

Read the rest of this entry »

jul 21

Poliamida é um polímero termoplástico composto por monômeros de amida conectados por ligações peptídicas, podendo conter outros grupamentos. A primeira poliamida foi sintetizada na DuPont, por um químico chamado Wallace Hume Carothers, em 1935.[1] As poliamidas como o nylon, aramidas, começaram a ser usadas como fibras sintéticas, e depois passaram para a manufatura tradicional dos plásticos. Read the rest of this entry »

jul 21

Os têxteis técnicos são estruturas especificamente projectadas e desenvolvidas para utilização em produtos, processos ou serviços de quase todas as áreas industriais. Por outras palavras, são produtos que pretendem satisfazer requisitos funcionais bem determinados, distinguindo-se, nesse aspecto, dos têxteis convencionais, nos quais as necessidades estéticas e de conforto assumem importância primordial. De acordo com esta definição, um têxtil técnico pode ser utilizado de três formas diferentes:

Read the rest of this entry »

jul 21

O algodão é uma fibra branca ou esbranquiçada obtida dos frutos de algumas espécies do gênero Gossypium, família Malvaceae. Há muitas espécies nativas das áreas tropicais da África, Ásia e América, e desde o final da última Era glacial tecidos já eram confeccionados com algodão. Atualmente, somente 4 espécies são aproveitadas em larga escala para a confecção de tecidos e instrumentos médicos.

Read the rest of this entry »

jul 16

Assista o vídeo e veja.

Correia precisa de tecido SÉRIO, faça uma cotação

jul 16

Assista o vídeo

Tecidos que exige resistência, faça uma cotação

jul 8

Antes de abordarmos propriamente as tendências, vamos deixar claro que a idéia de calçados como acessórios, algo secundário é algo do passado, mesmo que um passado recente, mas é!

Neste passado era muito comum, as consumidoras saírem às compras de seus calçados, após já terem comprado o vestuário, isto tanto é verdade que, em muitas ocasiões especiais estas escolhiam o tecido de seus vestidos e com este tecido, mandavam confeccionar seus calçados.

Hoje isso praticamente não ocorre mais, salvo raras exceções. Passou a ser muito comum, encontrar consumidoras que após fazerem as compras de seus calçados, saiam ás compras do vestuário.

Diante desta realidade, não queremos dizer que os calçados estejam em um patamar de maior importância, mas sim, que eles caminham lado a lado com o vestuário, deixando como acessórios segundo a indústria coureira/calçadista as bolsas, cintos, carteiras, malas, pastas e outros.

Read the rest of this entry »

« Previous Entries